Experiência na Fábrica Java vira case no Wamps 2014

Durante o X Workshop Anual do MPS (Wamps 2014) um artigo descrevendo a experiência de Implementação do MPS.br - Nível F na Fábrica Java da Datacoper foi aceito e apresentado no evento. O relato da experiência aconteceu durante a sessão técnica sobre Métodos Ágeis, Produtividade e Ferramentas.

O artigo "Encontrando o Equilíbrio entre a Metodologia Scrum na Fábrica Java e o Modelo MPS-SW Nível F" foi elaborado por Nanachara Silva (Qualidade), Paulo Antiquera (Gerente Fábrica Java) e pelo consultor do Senai, Edenilson Burity, que representou o grupo no evento.



O X Workshop Anual do MPS tem por objetivo reunir os representantes da indústria, governo, academia, Softex, Equipe Técnica do Modelo (ETM), Fórum de Credenciamento e Controle (FCC), BID e países latino-americanos envolvidos e interessados na utilização e evolução tanto do Modelo MPS quanto do Programa MPS.BR (Melhoria de Processo do Software Brasileiro).

O Wamps permite a colaboradores e organizações compartilhar e dar visibilidade tanto a resultados de pesquisa quanto experiências práticas relacionados com a melhoria de processos de software e de serviços que possam se mostrar relevantes no contexto do Modelo MPS.

Tendo em vista a ampla adoção do Modelo MPS, que se aproxima da marca de 600 avaliações, a discussão de como métodos, técnicas e ferramentas de vanguarda podem ser empregadas na implementação das boas práticas sugeridas pelo modelo se torna particularmente relevante para a Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI (IBSS).

Assim, o Wamps fornece um ambiente propício para que pesquisadores apresentem suas soluções e organizações e profissionais compartilhem suas experiências em prol do aumento da performance organizacional da IBSS. Palestras e minicursos complementam a atualização e capacitação dos participantes do evento no estado da arte e da prática em melhoria de processos e na utilização e evolução do modelo.

Este ano, em sua décima edição, o evento tira proveito da maturidade adquirida ao longo de mais de 10 anos de trabalho intenso no contexto do Programa MPS.BR e dos Modelos de Referência para Software (MR-MPS-SW) e Serviços (MR-MPS-SV). O X Workshop Anual do MPS começou na segunda e termina nesta quarta em Campinas (SP).

Fonte: www.softex.br

mpsbr-certificacao-wamps-case-fabrica-datacoper-software-softex


Em junho deste ano a Datacoper atendeu 100% dos quesitos na avaliação dos processos de software na Fábrica Java, avançando para o Nível F. Na conquista do primeiro nível (G), em 2010, a empresa havia implementado melhorias no seu processo de Gerenciamento de Projetos e Requisito. Na mesma condição encontra-se a Vistra Software e Consultoria, empresa do grupo Datacoper, que conquistou a certificação dos dois níveis (G e F) ainda em novembro de 2013, sendo reconhecida pela consultora de implementação, o Senai de Londrina, como case de sucesso por ter implantado os processos de dois níveis no mesmo período que se implementa um nível apenas. Dessa forma Datacoper e Vistra figuram entre as 14 fábricas de software do Paraná Nível F certificadas no MPS.BR.



[mks_button size="large" title="Leia a matéria completa" style="rounded" url="http://blog.datacoper.com.br/datacoper-vistra-mpsbr" target="_blank" bg_color="#ee4c22" txt_color="#FFFFFF" icon="" icon_type=""]


 

  • 02 Dec
    2014

Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos!

Hoje, como todos os dias, teve café na Datacoper, mas hoje teve um sabor especial. A turma toda comemorou a premiação do Instituto Great Place To Work (GPTW), que seleciona as melhores empresas para trabalhar no Paraná. Pela quarta vez, em cinco edições do ranking no estado, a Datacoper se classifica e em 2014 com a melhor colocação: 12º lugar. Em 2010, primeiro ano do ranking, ficou em 18º lugar, em 2012 em 13º e no ano passado conquistou a 20ª colocação.

A comemoração rolou na garagem da Datacoper com os cerca de 130 colaboradores, mas a expectativa começou no início da semana da premiação, em que os colaboradores participaram do quiz "Descubra quem é você na DC!". A brincadeira deu largada à campanha do GPTW desenvolvida internamente com o tema "Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos". A proposta foi enaltecer que cada colaborador, com seu estilo e habilidades, faz diferença no grupo e transforma a Datacoper em uma empresa cada vez melhor.




Cada colaborador recebeu de lembrança um bottom com o resultado do teste para fixar no crachá e assim encontrarem os seus "pares" na firma. A maioria descobriu (ou já sabia) que era nerd, outros se encontraram como plugados, tiveram também os ativos e os inovadores.  Confira o significado de cada perfil e conheça mais o time Datacoper:
NERD

Você é um ser extremamente raro, poucos como você já foram vistos em público ao redor do mundo. Apaixonado pelo que faz e pelo que compreende, você define um estilo de vida. Você é movido a desafios!
PLUGADO

Você está antenado em tudo, não pode ficar fora da conversa e sabe das coisas que acontecem no mundo. Nâo está ligado na tomada, mas certamente está 24 horas por dia online. Você vive conectado!

ATIVO

Você transmite boas energias, contagia tudo e todos ao seu redor com otimismo. Enfrenta a vida com coragem, determinação e ousadia. Trabalha e muito para a concretização de seus ideais! Você não abre mão da ação!
INOVADOR



Você aceita correr riscos e estão dispostos a ir ainda mais longe e se arriscar a ir onde ninguém foi. Se está convencido de que algo vale a pena, tenta alcançá-lo. Problemas são como um desafio pessoal para você!
O lado humano da tecnologia



Apesar de toda a complexidade técnica que caracteriza uma empresa de Tecnologia da Informação, a Datacoper gosta de ser reconhecida pelo cuidado que tem com seus funcionários. E o maior deles é o de ouvi-los, investindo na participação voluntária. Antes de enviar um e-mail interno com uma boa notícia, um sino soa. ?Trata-se de uma forma de engajamento informal e efetiva?, diz Yáskara Fredo, coordenadora de gestão de pessoas.

Aliada a essa política, o clima de camaradagem também é destaque. ?Estimula-se que os colaboradores se auxiliem, com a consciência de que ninguém cresce sozinho?, afirma Yáskara. A promoção interna, com a ajuda dos cursos, é estimulada. Em 2010, Josimésio Pereira entrou na Datacoper como webmaster. De lá para cá, ele conseguiu se graduar em análise e desenvolvimento de sistemas para internet com uma bolsa da empresa. E quer continuar progredindo. ?Pretendo cursar a pós-graduação em breve?, diz.

BOAS PRÁTICAS DÃO RESULTADOS

Embora não haja uma fórmula exata para uma empresa ser considerada um bom lugar para trabalhar, alguns itens se destacam entre as 25 premiadas como as melhores no Paraná em 2014. Apostar no crescimento profissional, dar feedbacks constantes, treinamentos e incentivar qualidade de vida são características comuns. Essas são conclusões do levantamento do Instituto Great Place to Work (GPTW), que realizou neste ano a 14.ª edição do ranking no Brasil e a 5.ª no Paraná.




O executivo lembra que, apesar de distintas, todas possuem um aspecto que as diferencia da concorrência: a inovação. ?A boa interação entre as pessoas, a maior participação dos funcionários em questões estratégicas e uma tolerância maior com erros não intencionais incentivam o fluxo de ideias inovadoras que podem impactar nos resultados de negócio?, explica.

As empresas têm estimulado os jovens talentos a fazer carreira e se desenvolverem até chegarem a cargos de chefia ou presidência. ?São sólidos programas de desenvolvimento individual, que incluem os iniciantes, trainees e menores aprendizes?, afirma Mendonça.





No ranking nacional, o Paraná é o terceiro colocado, ao lado de Minas Gerais e do Ceará, com nove empresas premiadas entre as melhores de todo o país. Fica atrás apenas do Rio de Janeiro, com 12, e de São Paulo, com 69. Entre as paranaenses, a Gazin e a Pormade estão entre as mais premiadas nacionalmente, com 12 e 13 vezes, respectivamente. ?Uma das características mais interessantes é o fato de serem de regiões, portes e setores diferentes. Qualquer empresa em qualquer lugar pode ter um excelente ambiente de trabalho?, afirma o consultor do GPTW, Bruno Mendonça.
Conheça todas as empresas vencedoras
1º - GAZIN: Segredo do tetra é reconhecimento
2º - PERKINS: Ativos dentro e fora da empresa
3º - PORMADE: Aposta no crescimento de cada um
4º - VOLVO: Funcionários e comunidade envolvidos
5º - SICCOB: Índice para aferir felicidade
6º - I-CHERRY: Inovação é a palavra-chave
7º - MOINHO GLOBO: Feedback incentiva produtividade
8º - GOLSAT: Proposta é integração e engajamento
9º - DB1 IT: Diálogo aumenta a satisfação
10º - APETIT: Capacitação empurra crescimento
11º - AGÊNCIA CASA: A oficina do aprendizado
12º - DATACOPER: O lado humano da tecnologia
13º - RIVESA: Sem cortar na carne
14º - AQUÁRIO: Quem entra não quer sair
15º - GVT: Dedicação e amor à camisa
16º - BEMATECH: Culinária para avaliar perfil
17º - SICOOB NORTE: Acolhida calorosa para começar
18º - HSBC GLT: Chance global no mercado local
19º - CINQ TECNOLOGIES: Inovando dentro e fora de casa

20º - MARCA LASER: Integração com a chefia
21º - KF GRILL: Onde os carnívoros têm vez
22º - UNIMED DE CASCAVEL: Um brinde ao sucesso
23º - EMBRACON: A união na base da equipe
24º - SARAIVA DE REZENDE: Educação no canteiro de obras
25º - LOJAS MM: Força jovem bem monitorada
Fonte: Gazeta do Povo

 Conheça a Datacoper Software uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil! Trabalhe conosco.



GPTW Paraná



O Paraná é um estado brasileiro localizado na Regiao Sul, tem como capital a cidade de Curitiba que é considerada uma das melhores em qualidade de vida, onde vive cerca de 1.751.907 habitantes. Dentro do Estado empresas de médio e grande porte de reconhecida competência e para construir uma sociedade melhor através da transformação do ambiente de trabalho continuamos ouvindo e identificando, onde, afinal, estão as melhores empresas para trabalhar desta vez no Paraná. E como se tornar uma das Melhores Empresas. Para chegar a esta resposta, o Great Place to Work®, pioneiro no mundo em pesquisas deste gênero, une forças em parceria com veículo de comunicação Gazeta do Povo. Para participar, sua empresa precisa estar sediada no Estado do Paraná (ter um CNPJ registrado no Estado).

PARCERIA




Gazeta do Povo
APOIO

Rebelo Gloger - Advogados Associados

Rebelo Gloger - Consultores Associados





  • 05 Dec
    2014

Agile Tour acontece pela primeira vez em Cascavel

Cascavel sediou pela primeira vez o Agile Tour que atualmente é a maior conferência sobre metodologias ágeis no mundo. Organizado pelas comunidades ágeis locais, é um evento sem fins lucrativos e tem como principal missão criar lideranças em metodologias ágeis no mundo. Também tem por objetivo promover uma comunicação em massa, compartilhando visões e casos de sucesso, incentivando a adoção dessas técnicas por grupos e empresas.

Trazer um evento deste porte para Cascavel foi um grande avanço no que se refere à reflexão da forma que desenvolvemos software. O Agile Tour trouxe indícios claros que ser ágil é uma atitude obrigatória para as empresas que pretendem se fixar no mercado, além de uma ótima ferramenta de networking. 
Marcelo Carmizini [Analista de Sistemas na Datacoper]

A 7ª edição do Agile Tour também aconteceu em Curitiba, São Paulo, Campinas e encerra em  Maringá no dia 6 de dezembro. O organizador do evento no Brasil é o maringaense Juliano Ribeiro, que decidiu incluir Cascavel após conversa entre Marcelo Carmizini e Diógenes de Araújo, colaboradores da Datacoper, e contou com apoio da Unipar, Maxicon Sistemas e Inside Sistemas, entre outros patrocinadores. Carmizini, que também é professor da Unipar, onde foi realizado o evento, destacou a importância para o setor.

Dos 150 participantes, 16 colaboradores representaram a Datacoper no evento que contou com palestras de cinco profissionais. Veja só:

Edson Yanaga (Procutec) em sua palestra "Transformando desenvolvedores numa equipe 10X!" lançou questionamentos como: Você gostaria de produzir software melhor, escrever código limpo, entregar em menos tempo e satisfazer os clientes? A resposta parece óbvia. Um dia o fato de ser ágil pareceu ser a resposta pra tudo isso. Hoje percebemos que para criar uma equipe um nível de magnitude acima (10x) é necessário algo mais. Seria o DevOps o elemento que faltava?

Renan Crippa Freitas (Tecnospeed TI) palestrou sobre "Design Thinking" e com o tema "Falhem comigo e sejam melhores" Juliano Ribeiro (Objective Solutions) falou sobre como criar um ambiente seguro para aprendizado, seguindo as práticas ágeis. A mecânica da palestra foi mostrar que colocar a adoção de ágil como meta quase sempre leva a falha e ao desapontamento, com pouquíssimas exceções. "Times ágeis, principalmente organizações que pretendem adotar ágil, precisam ter claro em suas mentes que haverá uma perda de performance, entrega ou seja lá qualquer métrica você adotar, antes de finalmente melhorar", reforçou Ribeiro.

"Gamification e o lado negro dessa força?" foi o tema da palestra de Marcelo Walter, gestor da Objective Solutions de Maringá, empresa referência em aplicação métodos ágeis no Brasil com clientes como Globo, TIM e Copel. Gamefication é uma técnica de gestão que vem ganhando grande destaque. Traz motivação, engajamento e resultados muito rápidos. A palestra serviu para compartilhar a experiência vivida por uma equipe de desenvolvimento de software que se utilizou desse poder, se surpreendeu com o sucesso e conseguiu tirar um grande proveito dessa técnica.

Mas o que se esconde no lado obscuro dessa força? Quais são as armadilhas que devem ser evitadas? A competição e o desafio criados por esse modelo tendem a levar as pessoas a dar o seu melhor?  Qualquer equipe está emocionalmente preparada para essa técnica? Qualquer problema é passível de ser resolvido? Estamos preparados?

Baseados nestas indagações os participantes se dividiram em grupos para encarar o jogo Marshmallow Wars (Star Wars like) onde aplicaram os conceitos apresentados durante a palestra. O material usado pelas equipes para competir foi macarrão e fita adesiva para construir as fortalezas dos marshmallows e post-its e elásticos para atacar o oponente nas batalhas. Foram três batalhas com nível de dificuldade crescente. O time vencedor ganhou agendas e um vale compra na Livraria Saraiva no valor de R$ 200.

A programação terminou com o "Stand up meeting? commedy" de Giancarlo Pessato, que abordou um pouco de conteúdo ágil de um modo diferente, contando situações engraçadas que ocorreram em transações ágil e durante a trajetória de colegas de trabalho.


Veja a opinião da galera da DC!


[mks_toggle title="Diógenes Araujo - Scrum Master" state="close"]O Agile Tour Cascavel foi bom demais, só palestra top! Parabéns Marcelo Carmizini, Angelo, Juliano Ribeiro e Unipar pela organização e por trazer mais 'agilidade' para a nossa cidade! Métodos Ágeis é o modo operacional padrão hoje na indústria de software. Se você tem dúvidas, procure informações sobre os resultados da empresa Objective Solutions em Maringá. Os caras são referência no Brasil em agilidade![/mks_toggle]

[mks_toggle title="Tais Mafioleti - Testadora" state="close"]O evento foi bastante enriquecedor, me deixou ainda mais motivada, possibilitou enxergar como ser uma boa profissional, rever conceitos e ter visões das coisas como elas realmente são. Foi muito bom e proveitoso.[/mks_toggle]

[mks_toggle title="Lucas Berta da Silva - Testador" state="close"]Achei um ótimo evento, pois adquirimos conhecimento, motivação, com muita descontração em um ambiente agradável.[/mks_toggle]


[mks_toggle title="Marlon Loureiro Ramon - Product Owner/Desenvolvedor Java" state="close"]O Agile Tour contribuiu muito para promover e demonstrar a importância das boas práticas para o desenvolvimento de software. Apresentou uma visão das necessidades do mercado de trabalho atual e da constante evolução e aprendizado que um bom profissional necessita. A Unipar está de parabéns por organizar, apoiar e divulgar este evento para a nossa região, tão carente deste tipo de iniciativa.[/mks_toggle]


[mks_toggle title="Rafael Figueredo - Desenvolvedor Java" state="close"]Foi o primeiro evento ágil que fui e me surpreendeu muito. Os palestrantes são muito bons mesmo e conseguem passar um pouco da sua experiência de trabalho. Muito fácil de ver que o que a gente passa hoje aqui na DC é muito parecido com o que eles já passaram, você vê exemplos reais de coisas que funcionam e consegue ver que estamos fazendo as mesmas coisas, os erros são muito parecidos, os acertos e até as desculpas ?na minha máquina funciona?.[/mks_toggle]


[mks_button size="large" title="MAIS SOBRE O AGILE TOUR" style="rounded" url="http://agiletour.com.br/2014/programacao" target="_blank" bg_color="#1e73be" txt_color="#FFFFFF" icon="fa-hand-o-right" icon_type="fa"]

  • 26 Nov
    2014

Você é a gota que falta!

O Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue teve um café da tarde especial para homenagear os 21 colaboradores que fazem parte de uma pequena parcela da população brasileira que periodicamente procura um banco de sangue. Descubra quem são eles!

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o percentual ideal de doadores para um país esteja entre 3,5% e 5% de sua população, mas no Brasil não chega a 2%. Na Datacoper 17% dos colaboradores doaram sangue no Hemocentro de Cascavel.

O projeto NOSSA (Núcleo de Oportunidades e Soluções Socioambientais) desenvolve há três anos ações para incentivar a doação de sangue e nesse período 51 colaboradores participaram. Todo mês é disponibilizado um carro para transportar os colaboradores voluntários até o hemocentro.

Durante o inverno e as férias os hemocentros são praticamente obrigados a operar com menos que o mínimo necessário. De acordo com o Ministério da Saúde, os homens são responsáveis por mais de 70% das doações no Brasil e os jovens de 18 a 29 anos correspondem a 50% dos doadores.

O processo de doação é simples, não leva mais do que uma hora entre a entrevista e o preparo do doador. Segundo a OMS, cada doação de sangue pode salvar até quatro vidas.  Então não pense outra vez, procure o Hemocentro de Cascavel, que fica na Rua Avaetés, 370, atrás do Hospital Universitário. Informações de dias e horários de atendimento pelo telefone 3226-4549.

MITOS - Parece incrível, mas tem gente que acredita!

  • Quem doa sangue uma vez tem que doar para sempre

  • A doação "engrossa" o sangue, entupindo as veias

  • A doação faz o sangue "afinar", "virar água", provocando anemia

  • Doar sangue engorda

  • Doar sangue emagrece

  • Doar sangue vicia

  • "Posso ficar sem sangue suficiente"

  • Os doadores correm risco de contaminação



CUIDADOS PÓS-DOAÇÃO

  1. Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas

  2. Aumentar a ingestão de líquidos

  3. Não fumar por cerca de 2 horas

  4. Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas

  5. Manter o curativo por quatro horas

  6. Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho



Parabéns aos doadores de 2014!


Alessandra Redivo              Ana Paula de Oliveira              André Luiz da Silva
Carlos Schulze                   Daniel Tokarski                        Eduardo Delai
Eduardo Bublitz                Elenilton Dezengrini                 Geise Negreli
Gisele Zem                         Josimésio Rossini                     Marcos Ferreira
Marina dos Santos            Natália Alves                            Rodrigo Peteno
Rodrigo Welter                  Ronye Peterson                       Taís Mafioleti
Thaís Crivelatti                  Vinícius Tansini                       Viviane Staub


Doadores-de-sangue

  • 25 Nov
    2014

Datacoper em semana acadêmica na Unioeste

A Datacoper Software e mais cinco empresas da área de TI (Tecnologia da Informação) e Comunicação participaram da Semana Acadêmica de Ciências da Computação da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná). Durante as palestras as empresas apresentaram oportunidades de estágios aos alunos do curso para o ano letivo de 2015.



Os acadêmicos que realizaram estágios durante o ano letivo também apresentaram os resultados das atividades desempenhadas. O estágio tem como objetivo complementar a formação dos alunos e possibilita que os acadêmicos tenham o primeiro contato com o mercado de trabalho.




Fotos: Central de Notícias Unioeste

  • 20 Nov
    2014
5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13

Feito com carinho